F1: McLaren confirma manutenção de Sainz e Norris para temporada 2020

Sainz (esq.) é o sétimo no Mundial de Pilotos; Norris (dir.) está logo atrás

A McLaren fez um anúncio um tanto incomum para essa época do ano: já confirmou quem serão seus pilotos para a próxima temporada da Fórmula 1. Os escolhidos são Carlos Sainz e Lando Norris, que atualmente guiam os monopostos da equipe. O espanhol já tinha um contrato nesse sentido, mas o novato inglês agora garante seu assento, após “passar no teste” da escuderia. Com a decisão, o time fecha “oficialmente” as portas para o especulado retorno de Fernando Alonso (leia aqui).

Continuar lendo

Anúncios

McLaren lança 720S Spider e 600LT Spider; preços partem de R$ 3,25 milhões

McLaren 720S Spider

Representante nacional da McLaren, a Eurobike anunciou a chegada de dois conversíveis ao Brasil: o 600LT Spider e o 720S Spider. Como diferencial em relação aos cupês, é claro, ambos possuem capota retrátil elétrica e o acabamento traseiro necessário para armazená-la, mantendo a estrutura monocoque, incluindo as colunas, sem alterações. O primeiro parte de R$ 3,25 milhões, enquanto o segundo não sai por menos de R$ 3,45 milhões.

Continuar lendo

McLaren confirma 18 novidades até 2025

McLaren P1 terá substituto

O chefe de design da McLaren, Mark Roberts, segue fazendo revelações sobre o futuro da marca inglesa. Ainda no Salão de Toronto, onde garantiu que a empresa não tem qualquer pretensão de desenvolver um SUV (leia aqui), o executivo anunciou que o plano de lançamentos da companhia contempla ao menos 18 novidades para os próximos seis anos. Isso só será possível, outra vez segundo ele, com um aumento na capacidade produtiva.

Continuar lendo

McLaren também rejeita SUV

O Cayenne “salvou” a Porsche da falência e até empresas mais tradicionalistas como Lamborghini (leia aqui), Rolls-Royce (leia aqui) e Ferrari (leia aqui) se renderam aos SUVs. Mas a McLaren deve permanecer fora desse mercado. À agência Automotive News, o chefe de design da marca, Mark Roberts, indicou que não há qualquer plano dentro da companhia de atuar nessa categoria. Sua declaração apenas reforça o que disse o CEO Mike Flewitt em 2014, rechaçando as possibilidades de a companhia sediada na Inglaterra ter seu utilitário-esportivo.

Continuar lendo