Smart anuncia saída da Argentina

Depois de deixar Brasil (leia aqui) e Estados Unidos (leia aqui), a Smart confirma também sua saída da Argentina. Em processo de reorganização global – o que atinge também as operações da Mercedes-Benz no país vizinho -, a divisão de subcompactos encerra as atividades na terra do tango depois de quase uma década. Nesse período, comercializou cerca de 2,6 mil veículos.

Continuar lendo

Anúncios

Smart confirma saída dos EUA

Depois de ser o primeiro mercado a adotar a nova estratégia de gama puramente elétrica (leia aqui), os Estados Unidos não terão mais a Smart operando no país. A marca do Grupo Daimler, dono da Mercedes-Benz, decidiu encerrar suas atividades por lá em definitivo, incluindo o Canadá no “pacote”. A baixa demanda local foi o motivador da saída.

Continuar lendo

Geely adquire 50% da Smart e formará joint-venture com a Daimler na China

A boa relação entre Geely e Daimler deve dar uma sobrevida à Smart. A marca de subcompactos do grupo alemão segue “perdida” no mercado, mas será reorganizada com um acordo feito entre as duas montadoras. A asiática adquiriu 50% das ações da subsidiária, garantindo a formação de uma joint-venture na China. Assim, uma nova gama será desenvolvida com produção local, podendo ser exportada a outras regiões. O primeiro fruto do matrimônio está previsto para 2022.

Continuar lendo

Smart encerra produção de motores a combustão em maio

Ausente do mercado brasileiro há quase dois anos (leia aqui), a Smart decidiu reorganizar suas atividades. A marca de subcompactos se torna, assim, uma empresa apenas com veículos movidos a eletricidade, algo que já vinha acontecendo nos Estados Unidos (leia aqui). A divisão da Daimler, dona da Mercedes-Benz, confirma que encerrará a produção de carros com motor a combustão no dia 31 de maio.

Continuar lendo

Smart anuncia nova CEO

Katrin Adt assume o comando da marca de subcompactos

A Smart anunciou o nome de sua nova CEO. A marca dos subcompactos da alemã Daimler confirmou o nome de Katrin Adt para seu cargo máximo. Ela substitui a antiga chefe exectuiva da empresa, Annete Winkler, que estava no posto há oito anos e conduziu a companhia em seu processo inicial de mudança, no qual passará a ser uma montadora somente de elétricos (leia aqui).

Continuar lendo