Aston Martin apresenta segunda geração do Vantage


Após quase 13 anos, a Aston Martin enfim criou uma geração completamente nova para o Vantage. Lançado em 2005, o esportivo inglês agora se atualiza por inteiro, direcionado o padrão estético da companhia para um novo caminho. Por ora apenas com motor V8, ele chegará às ruas no segundo trimestre de 2018.

Em termos visuais, o Vantage rompe de vez com o passado. Os faróis ovais (veja aqui) dão lugar a conjuntos ópticos sinuosos, enquanto a grade cresce para os lados e a base do para-choque, dando nova leitura àquele padrão típico dos Aston Martin. Visto de perfil, ele não nega as origens, com proporções próximas das do cupê atual. Atrás, esqueça as lanternas grossas: o novo esportivo conta com um filete delgado atravessando toda a porção posterior. Ali ainda há espaço para um grande difusor, fazendo o Vantage parecer mais um carro de competição que um veículo de rua.

Deixe pra trás também o interior conservador dos Aston Martin. O painel do Vantage 2019, todo recortado, quebra o padrão retilíneo britânico. A profusão de botões segue lá, para acionar sistemas de ventilação e multimídia, com tela de oito polegadas, e também as marchas. Chama atenção o uso de material em tom contrastante também para o console, anteriormente limitado a parte das portas e dos bancos.

A plataforma utilizada pelo Vantage é emprestada pelo DB11. No entanto, a Aston Martin afirma que 70% dos componentes são exclusivos do novo superesportivo. Ele recebeu materiais específicos para garantir a rigidez sem comprometer o peso, que fica em 1.530 kg sem fluidos, distribuídos igualmente entre os dois eixos. A montadora destacou ainda o uso de vetorizador de torque, sistema de amortecimento ativo e diferencial eletrônico traseiro ligado ao controle de estabilidade, além das suspensões em duplo A na dianteira e multi-link atrás.

O motor adotado é um 4.0 V8 em alumínio, fornecido pela Mercedes-AMG. Ele entrega 510 cv (6.000 rpm) e 69,9 kgfm de torque (2.000-5.000 rpm). A energia é entregue às rodas traseiras pelo câmbio automático de oito marchas, produzido pela ZF. Segundo a Aston Martin, o conjunto leva o Vantage de zero a 100 km/h em 3,7 segundos, com máxima de 312 km/h.

Além dos números, a marca britânica destaca que seu cupê conta com rodas de 20 polegadas com pneus Pirelli P Zero desenvolvidos especificamente para ele, enquanto os freios contam com discos de 400 milímetros e seis pistões na dianteira e 360 mm e quatro pistões atrás. Ela também faz questão de frisar: com 4,47 metros de comprimento, ele é 28,4 centímetros mais curto que o DB11 e 3,4 cm menor que o Porsche 911. “A agilidade já era uma característica do Vantage, que agora se reforça nessa geração”, diz a Aston. Recado direto para o rival alemão?

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s