Ford garante cinco novidades na América do Sul em 2019; SUV Territory está fora


Sem o Territory, o Kuga/Escape (acima) ganha força

A Ford confirmou a chegada de cinco produtos ao mercado sul-americano ao longo de 2019. Nem todos, porém, serão comercializados no Brasil, considerando-se a estratégia de produto da empresa, enquanto outros dependem apenas do tempo e dos estoques para desembarcarem por aqui. O plano de lançamentos da empresa exibe também o SUV Territory, exposto no último Salão de São Paulo para aferir a receptividade do público (leia aqui). No entanto, ele está garantido apenas para a China, indicando que provavelmente a divisão brasileira desistiu de sua oferta para esse ano. Todavia, ele pode ser lançado em 2020.

Dois dos cinco modelos descritos no plano já eram garantidos. O primeiro é o SUV Edge, que é vendido por aqui desde novembro (leia aqui), dando sequência à oferta já existente até então. O segundo é a picape Ranger, que recentemente perdeu versões (leia aqui), mas ganhará uma reestilização inspirada na similar australiana (leia aqui).

Quem tem chances de ser oferecido por aqui é o renovado Escape/Kuga. Atualizado recentemente no exterior (leia aqui), o SUV é alvo de rumores há tempo, mas nunca foi comercializado, principalmente pelo câmbio desfavorável. Hoje, ele seria uma alternativa da Ford a modelos como Chevrolet Equinox, Honda CR-V, Toyota RAV4 e Volkswagen Tiguan. Todavia, seu lançamento por aqui é incerto.

Para ocupar uma faixa de mercado um pouco inferior, logo acima do EcoSport e de cara com o Jeep Compass, a Ford estudava importar o Territory chinês. Exposto no Salão, ele foi dado como certo nos bastidores do evento. No entanto, a Ford parece ter congelado o projeto: nada mais se comentou a respeito do SUV, embora ele tenha sido flagrado recentemente com camuflagem. É possível que ele seja importado em 2020.

Por fim, o material da Ford menciona dois produtos que são considerados “impensáveis” para o Brasil. O SUV Explorer, renovado recentemente (leia aqui), ficaria muito caro para a faixa de atuação da marca por aqui, brigando com montadoras premium tradicionais. Já o furgão Transit não teria tanta competitividade frente ao nacional Renault Master e ao mexicano Fiat Ducato.

Anúncios

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s