Ford encerra parceria com Ken Block


Block com o Mustang de 1.400 cv

A Ford segue repaginando suas estratégias em nível global, após encerrar a parceria com a Mahindra (leia aqui) e dar fim à produção de veículos no Brasil (leia aqui). A última ação da marca foi rescindir o contrato com o piloto Ken Block, uma das estrelas da companhia, após 10 anos de parceria. Famoso pelos vídeos radicais batizados de Gymkhana, quase sempre com modelos da gigante do oval azul, ele deve fechar com outra empresa do ramo para seguir com seus desafios.

Um dos fundadores da DC Shoes, Block começou a atuar como piloto profissional em 2005, um ano após vender a empresa para a Quiksilver. Competindo em várias provas de rali, ele formou parcerias com a marca de bebidas energéticas Monster e a própria Ford para disputar competições como Rally America e o Mundial de Rali (WRC), da FIA. Em 2009, o vídeo Gymkhana 2, de sua autoria, viralizou no YouTube com manobras radicais. No ano seguinte, encerrou a parceria que tinha com a Subaru para assinar com a Ford.

Segundo as partes, o fim da parceria foi amigável, com ambos os lados tecendo elogios mútuos. “Quero agradecer por tudo o que você fez pela companhia e dizer o quanto estamos orgulhosos sobre tudo o que você alcançou”, disse o CEO da Ford, Jim Farley, em vídeo publicado no YouTube. No site de sua equipe, Hoonigan Racing, Block devolveu: “Foi um sonho realizado trabalhar com a empresa que construiu a picape que meu pai dirigia quando eu era adolescente. Sou muito grato à Ford pelo apoio durante esses anos”, disse o piloto.

Mas ele foi além: “Também estou ansioso para ver o que 2021 oferece, e a capacidade de abrir minhas asas um pouco e brincar com muitos outros brinquedos.” A frase faz alusão à nova fase de Block, que recentemente postou uma foto, no Twitter, ao lado de um Audi Quattro S1, uma das referências em rendimento do extremista Grupo B do WRC, dos anos 1980. “Um dos meus carros favoritos de todos os tempos… e agora, com minha relação aberta com a Ford, eu finalmente poderei dirigir um!”, descreveu o piloto.

Como dito acima, a Ford tirou Block da Subaru logo após a “explosão” do vídeo Gymkhana 2, dando-lhe um assento no WRC com o Fiesta e apoiando as futuras gravações do norte-americano. Foram vários os modelos da empresa aprimorados para os desafios, entre eles o Mustang 1965 com 1.400 cv e tração nas quatro rodas, visto na primeira imagem, e a F-150 modificada, na foto acima. O último vídeo da série Gymkhana já indicava o fim da parceria: ele foi gravado por Travis Pastrana, amigo de Block, a bordo de um Subaru WRX STI (veja abaixo).

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s