Mercedes-Benz oficializa nova geração do SL


Após duas antecipações extra-oficiais (aqui e aqui), a Mercedes-Benz decidiu adiantar detalhes e fotos da nova geração do SL. O conversível topo-de-linha da marca alemã foi completamente renovado em sua sexta linhagem, dez anos após a última profunda atualização. Ele será uma das estrelas da fabricante germânica no Salão de Detroit, em janeiro.

Na parte mecânica, sabe-se que a marca da estrela de três pontas não economizou. A plataforma é completamente nova, com construção essencialmente em alumínio. De modo geral, no entanto, a identidade do conversível foi mantida.

O novo SL tem desenho mais dinâmico que o anterior, sendo uma clara evolução ante ao veículo produzido ao longo dos últimos dez anos. A dianteira tem farois maiores, angulosos, com ar retrô. Eles têm fileiras de LED para iluminação diurna, como de praxe nas recentes criações europeias. A grade de grandes proporções, com a enorme logo da empresa e uma grossa barra de alumínio horizontal, e o para-choque escuplido com conjuntos auxiliares afilados conferem desenho esportivo, inspirado no SLS AMG.

As laterais lembram o antigo modelo, graças principalemente à distribuição dos volumes. A traseira curta e a longa dianteira são típicos de roadsters, enquanto a inclinação da coluna muda em favor da aerodinâmica. Os para-lamas trazem saídas para melhorar a ventilação, com contornos também vindos do SLS. As maçanetas são características dos Mercedes.

Na parte posterior, o SL mescla soluções do antecessor com as do irmão menor SLK. As lanternas continuam recortadas, avançando para cima como no sedã CLS. A tampa do porta-malas e o para-choque são os elementos em comum com o antigo conversível, enquanto as saídas de escape retangulares passam modernidade.

O habitáculo ganhou em refinamento. A ideia foi aproximá-lo do todo-poderoso Classe S, sendo quase uma derivação conversível do sedã. O dois-lugares ganhou não apenas em design, com o painel que remete ao SLS em elementos como as saídas de ar, mas também em acabamento, mesclando imitação de madeira, couro (preto e marrom, em algumas versões) e alumínio. Já o sistema de som tem caixas montadas junto aos pés dos ocupantes.

Entre as características do novo SL, há a capota metálica rebatível eletricamente, com 20 segundos para se abrir ou fechar. Ela tem teto de vidro, que traz o sistema Magic Sky Control. Este equipamento controla a entrada de luz no habitáculo mediante corrente elétrica, sendo acionado por botão.

Outra característica inovadora é o Magic Vision Control, um sistema do para-brisa que limpa o vidro com pequenas perfurações na estrutura, evitando que a água entre no habitáculo. Há ainda um aquecedor, para remover gelo ou neve, quando necessário. Para completar, há o porta-malas com abertura por sensor, bastando passar o pé sob o para-choque para abrir o compartimento de bagagem, quando as mãos estão ocupadas com carga, por exemplo.

Na motorização, confirmam-se as opções outrora especuladas. A SL350 tem um 3.5 V6 de 306 cv, enquanto a SL500 usa um 4.7 V8 biturbo de 435 cv. Os blocos são mais fortes que os antecessores e terão de mover uma arquitetura mais leve e com maior rigidez torcional: são entre 110 kg e 125 kg menos de massa, dependendo do modelo. O 350 acelera de 0 a 100 km/h em 5,9 segundos, enquanto o 500 completa a mesma prova em 4,6 s. Futuramente, ainda virá uma opção mais potente, da AMG.

Na Alemanha, os preços do modelo começam em 93.624 euros (R$ 226.533) para o 350 e 117.096 (R$ 283.325) para o 500.

NÃO PERCA: Em janeiro, participe da 8ª Eleição All The Cars. Eleja os melhores carros do Brasil!

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s