Por falta de semicondutores, Toyota corta produção global em 40% em setembro


Problema grave para a indústria automobilística, a escassez de chips eletrônicos segue afetando operações em todo o mundo. Enfrentando a crise há meses, a Toyota informa agora que a situação ficou ainda mais grave. Por falta de peças, a empresa cortará sua produção global, durante setembro, em cerca de 40%. Ou seja: dos 900 mil veículos estimados originalmente, a companhia conseguirá chegar a “apenas” 540 mil exemplares.

Segundo a gigante japonesa, a entrega de semicondutores já vinha sendo comprometida. No entanto, a situação ficou ainda mais crítica nas últimas semanas, quando a variante Delta da Covid-19 atingiu em cheio o Sudeste da Ásia, de onde sai um grande volume desses componentes. Na Malásia, medidas de isolamento foram retomadas, prejudicando o abastecimento para vários cantos do planeta.

Como resultado, a Toyota estima que deixarão de ser feitos cerca de 140 mil veículos no Japão em setembro, além de outros 20 mil em agosto. Na América do Norte e na China, está previsto um corte de 80 mil unidades em cada região. Já na Europa, a redução prevista ronda os 40 mil exemplares. Nada se falou, especificamente, sobre as plantas na América Latina.

Apesar do cenário, a gigante asiática acredita que é possível recuperar a produção perdida até que se encerre seu ano fiscal atual, em 31 de março de 2022. No plano original da Toyota, a expectativa era fechar o período com 9,3 milhões de veículos montados.

Publicidade

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s