Salão de Genebra 2018: O que vem ao Brasil


Passadas as apresentações das marcas, com a abertura das portas ao público, agora é a vez de nós, estrangeiros, analisarmos o impacto das novidades do Salão de Genebra em nosso mercado. Evento automotivo europeu mais badalado do primeiro semestre, todos os anos, ele é o palco de novidades para o Velho Continente, mas acaba refletindo em outras regiões. Neste especial, o ALL THE CARS reúne todas as novidades exibidas na Suíça e que chegarão até o Brasil.

AUDI A6 – Totalmente revisto, o Audi A6 deve ser apresentado por aqui no Salão do Automóvel de São Paulo em novembro, mas com vendas para 2019. O sedã ganhou uma reforma estética completa, além de mecânica mais refinada, com sistema elétrico de 48 volts emprestado pelo luxuoso A8. Ele vem com motor 3.0 TFSI de 340 cv (leia aqui).

BMW SÉRIE 2 ACTIVE TOURER – Apresentada em janeiro (leia aqui), ela foi exposta ao público pela primeira vez no evento suíço. É questão de tempo até que ela desembarque aqui, ao fim dos estoques da minivan atual. A irmã maior, Gran Tourer, segue sem vir.

BMW X4 – A segunda geração do X4 chegou ao mercado apenas quatro anos depois da primeira (leia aqui). E dessa vez veio com visual de personalidade mais forte, diferenciando-se bem do maior X6. O Brasil vai conhecê-lo também no fim do ano, no Salão, para enfrentar o GLC Coupé.

FERRARI 488 PISTA – Sucessora da 458 Speciale, a 488 Pista surge como opção mais nervosa para o cupê italiano (leia aqui). Frente ao 488 GTB, a novidade tem 90 kg menos no peso e 70 cv a mais. De quebra, o pacote aerodinâmico garante 20% mais downforce. Deve ser lançada com quantidade limitada de unidades no segundo semestre.

FORD EDGE – Após fazer sua estreia em Detroit (leia aqui), o reestilizado Ford Edge apareceu em Genebra (leia aqui), já de malas prontas para o Brasil. O crossover passou por uma profunda revisão na dianteira, com retoques atrás e no interior. Por aqui, ele deve estrear no segundo semestre, com motor mais forte e auxílios de condução.

FORD KA – A Ford já havia nos apresentado a nova opção aventureira do Ka (leia aqui), adiantando parte de sua reforma visual. Porém, foi em Genebra que a marca do oval azul exibiu as versões “comuns” do hatch e também seu interior, destacando-se a central multimídia Sync3 (leia aqui). Por lá, porém, ele não recebeu o câmbio automático, que será disponibilizado de maneira inédita aqui. A expectativa é que seu lançamento ocorra entre julho e agosto.

HONDA CR-V – Apresentada nos EUA em 2016 (leia aqui), a nova geração do CR-V só chegou ao Velho Continente agora (leia aqui). E o Brasil também vai recebê-la esse ano. Segundo Marlos Ney Vidal, do Autos Segredos (leia aqui), a apresentação acontece em abril. O SUV chega na versão Touring, com motor 1.5 e preço tabelado em R$ 179.990.

HYUNDAI SANTA FE – Com estilo ousado, a quarta geração do Santa Fe foi flagrada no Brasil em algumas oportunidades, o que indica uma fase avançada de adaptação do modelo ao piso local. Estrela da coreana para Genebra (leia aqui), ele é outro que deve estrear em novembro, no Salão de São Paulo. O SUV virá com motor 2.0 turbo de 232 cv.

JAGUAR I-PACE – Aproveitando-se da onda de SUVs, a Jaguar desenvolveu o I-Pace, movido somente a eletricidade, para servir de vitrine aos avanços da marca. Com desenho arrojado, ele será protagonista em um segmento ainda pouco explorado. Após ser lançado em Genebra (leia aqui), ele prepara sua expansão para o restante do planeta. O Brasil deve conhecê-lo em novembro, no Salão, com vendas, em lotes limitados, previstas para 2019.

LAMBORGHINI HURACAN SPYDER PERFORMANTE – Depois do Huracán Performante desembarcar por aqui por R$ 3,3 milhões (leia aqui), será a vez do conversível fazer sua estreia. Lançado em Genebra (leia aqui), o modelo reúne o alto desempenho da versão, que teria batido o recorde de Nürburgring (leia aqui), com o charme da carroceria “sem teto”. Considerando-se o “atraso” do cupê, o Spyder deve ficar para o fim do ano.

LAND ROVER RANGE ROVER COUPÉ – Para celebrar seus 70 anos, a Land Rover criou uma edição da Range Rover com apenas três portas (leia aqui). Derivada da Vogue, ela se inspira em sua primeira linhagem para receber a carroceria. Serão feitas 999 unidades, mas apenas duas delas chegarão oficialmente ao Brasil.

LEXUS UX – A Lexus ainda não confirmou, mas é praticamente certa a chegada do inédito UX (leia aqui) ao mercado brasileiro. Menor entre seus SUVs, ele disputará mercado com Mercedes-Benz GLA e Audi Q3, atuando abaixo do NX. A receita é a mesma de outros produtos: exibição em São Paulo, em novembro, e vendas em 2019.

MERCEDES-AMG G63 – Vendido no Brasil apenas com a versão trabalhada pela AMG, o Classe G deve repetir a dose em sua nova geração (leia aqui). Importado em quantas limitadas, o grandalhão chega no fim do ano.

MERCEDES-AMG GT 4-DOOR – Primeiro sedã criado pelas mãos da AMG, o GT 4-Door Coupé (leia aqui) é outra novidade prevista para o Brasil. Ele será uma opção ao Porsche Panamera – e, por isso, provavelmente terá as três variações de motorização aqui também. Exibição garantida no Salão de São Paulo.

MERCEDES-BENZ CLASSE A – A quarta geração do Classe A – segunda como hatch – também fez sua primeira aparição pública em Genebra (leia aqui). Opção de acesso da Mercedes, ele é o primeiro de uma nova família de entrada, que terá dois sedãs, perua, dois SUVs, minivan e conversível. Destaque para as linhas agressivas e a maior oferta de equipamentos.

MERCEDES-BENZ CLASSE C – A reestilização de meia vida do Classe C não deve tardar a chegar por aqui. Exibida em Genebra (leia aqui), a novidade emprestará as linhas à edição brasileira, haja vista que o modelo feito em Iracemápolis (SP) conta com vários componentes importados. Destaque para as telas do painel maiores e o crescimento da lista de itens.

MERCEDES-BENZ CLASSE X V6 – A picape Classe X não é de todo uma novidade, mas a motorização fez sua estreia em Genebra (leia aqui). O aguardado motor 3.0 V6 a diesel – utilizado, entre outros produtos, pelo SUV GLE – chega à picape na mesma configuração, com 258 cv e 56,1 kgfm de torque. Ela será produzida pela Renault-Nissan na Argentina, adotando a base da Frontier. Mais uma com apresentação em novembro e lançamento comercial em 2019.

MINI COOPER – Atração da Mini para Genebra, a reestilização do hatch que leva seu nome foi apresentada em janeiro (leia aqui). As mudanças são bastante leves, mas renovam os contornos do compacto, especialmente na traseira, onde adota lanternas que remetem à bandeira do Reino Unido. Ele deve ser apresentado por aqui no início do segundo semestre.

SSANGYONG MUSSO/REXTON SPORTS – Ainda não se sabe qual nome a nova picape da SsangYong usará no Brasil (leia aqui), mas ela está confirmada para cá (leia aqui). Na Europa, chama-se Musso, resgatando o batismo de um antigo SUV. Por aqui, tende a ser identificada como Rexton Sports, por derivar do renovado Rexton e para criar uma identidade com a irmã menor, Actyon Sports (leia aqui). Vendas garantidas até o fim do ano.

VOLVO V60 – Outra estrela do evento suíço (leia aqui), a segunda geração da V60 reforça a presença da marca sueca no segmento de familiares, para brigar com Mercedes-Benz Classe C Estate e similares. Além do design inserido à nova identidade da Volvo, a renovada perua deve oferecer ao menos uma opção híbrida por aqui. Acredita-se que o lançamento ocorra ainda em 2018.

E VOCÊ, O QUE ACHOU DESTA NOTÍCIA?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s